O plástico é uma das invenções mais notáveis da humanidade. Porém é um dos grandes problemas do nosso estilo de vida. Tudo porque este material está presente em quase todos os produtos que nos cercam: desde bolsas de mercado, passando por celulares, carros e no notebook no qual eu escrevo este artigo neste momento. Esse dinamismo transformou o elemento no principal inimigo dos oceanos e, por isso, iniciativas que tentam minimizar o uso deste material.

No Rio de Janeiro, uma lei que irá a sanção do prefeito, deve proibir o uso de canudos de plásticos por estabelecimentos comerciais. A proibição é nova no Brasil, colocando a capital fluminense como a primeira cidade a tomar a medida. Fora daqui, França, Itália, Ruanda e China são alguns dos países do mundo que adotaram restrições ao uso do material. Uma preocupação global, como explica Gregório Duvivier neste vídeo bem humorado.

O vídeo é engraçado, mas assustador. Para que você tenha pequena noção do problema em que se transformou o plástico, uma grande aglomeração – composta em sua maioria pelo material -, conhecida como Grande Porção de Lixo do Pacífico tem tamanho equivalente ao território da França. Esta é a parte visível do problema, com outras concentrações espalhadas pelos oceanos.

A parte mais perigosa é o microplástico: partículas que chegam a menos de 5 micrômetros, ou um metro dividido por um milhão. Pesquisas apontam que a presença deste material já foi detectada na cerveja, na água encanada, mel, sal e no ar. Estamos cada vez mais próximos de ingerir e respirar plástico, com sérios riscos para a nossa saúde. Um estudo (em inglês) mostra que se mantivermos o ritmo de consumo vamos ter, em breve, mais plástico nos oceanos do que peixes!

Além das leis, uma organização holandesa, a Ocean Cleanup, está se movimentando para criar uma solução que limpe a poluição causada pelo plástico nos oceanos. Uma espécie de coletor, que também eliminaria os microplásticos, foi construído e lançado em março deste ano. No entanto, ainda não se sabe quais são os efeitos colaterais da iniciativa para a vida marinha. Conheça o protótipo.

Enquanto não encontramos uma solução definitiva, podemos fazer a nossa parte, diminuindo o consumo de plástico. Em nossa loja você pode comprar canudos de aço inox para ajudar a diminuir o volume de lixo nos oceanos.

(Com informações do Nexo e O Globo.)


Acesse a agora e adquira o seu