Diretor do filme ‘O Segredo do Abismo’ e ‘Avatar’, James Cameron sempre foi um aficionado pelos fundo do mar. Em artigo assinado ao USA Today, o cineasta defende que falta um ‘moonshot’ para que os oceanos ganhem a mesma importância que a exploração da Lua. O que não deixa de ser verdade, uma vez que ainda sabemos muito pouco sobre a biodiversidade marinha.

Trailer do filme ‘O Segredo do Abismo’

Para quem não sabe, um ‘moonshot’ é um termo usado para qualificar projetos de tecnologia que pretendem resolver grandes problemas, usando soluções radicais, tecnologias inovadoras, e que têm potencial de crescer dez vezes mais do que qualquer outro projeto. A exploração lunar, por exemplo, foi um desses momentos e, agora, vivemos uma nova corrida para explorar o satélite.

Cameron argumenta ainda em seu artigo que os oceanos ocupam 70% da superfície da Terra, sendo responsáveis pela regulação do clima, absorção do gás carbônico e regulação das mudanças climáticas do planeta. Atualmente 40% da população mundial mora a 96 km de distância do mar, porém este número vem crescendo. A importância é grande, mas sabemos muito pouco ainda.

O cineasta ainda faz um alerta para a necessidade de protegermos a chamada zona do crepúsculo dos oceanos. Como são chamadas as áreas mais profundas e quase inexploradas e, segundo os cientistas, guardariam os segredos dos mares e milhares de espécies ainda desconhecidas. Por isso, Cameron pede que seja dado um passo para criarmos um ‘moonshot’ nos mares e, assim, consigamos saber tudo o que precisamos sobre a vida marinha e como funciona esse ecossistema.

Você concorda?

Leia o artigo completo (em inglês)