O problema do plástico nos oceanos é uma tema recorrente no blog. Já falamos sobre as ilhas que estão sendo formadas em diversas partes do mundo. Abordamos como nós, humanos, estamos consumindo a substância e, finalmente, iniciativas importantes para diminuir o uso e reciclar lixo feito a partir do material. Diminuir o uso e se mobilizar-se hajam mudanças em nosso modo de vida ajudam, mas ainda não são o suficiente.

Porém há movimentos interessantes acontecendo pelo mundo. Este ano, a Adidas revela que vai aumentar a produção de tênis feitos plástico reciclado. Em 2017 foram um milhão de pares com este método e cinco milhões em 2018. Para 2019 serão 11 milhões de pares de calçados utilizando material descartado ou achado em oceanos e praia. E, na medida em que a poluição piora, há claramente um espaço para o aumento desta produção ou a adesão de outras marcas.

Este projeto da Adidas surgiu em 2015, resultado de uma parceria com organização Parley for the Oceans, fundada pelo ativista Cyrill Gustch. São necessárias 11 garrafas de plástico para fabricar um par de tênis de corrida com linhas futuristas: o modelo UltraBosT Uncaged Parley, que pode ser encontrado na loja brasileira da marca a partir de R$ 500. Há também shorts, camisetas e outras peças recicladas com preços mais acessíveis.

“Com produtos Adidas feitos de plástico reciclado, oferecemos aos nossos consumidores um real valor agregado, além da aparência, funcionalidade e qualidade, porque cada sapato é uma pequena contribuição para a preservação de nossos oceanos”, disse Eric Liedtke, membro do conselho executivo da Adidas.